"Quanto mais negamos um crime, mais a

consciência nos obriga a pensar nele".

Clique na imagem para ouvir o episódio:

Helio do Soveral (1918-2001) foi o maior escritor pop do Brasil. Autor de roteiros de cinema (Este Mundo é um Pandeiro), livros de bolso (K O Durban, Spectre), livros infanto-juvenis (Os Seis, Missão Perigosa, A Turma do Posto 4). Soveral foi o criador da história policial brasileira com seu Inspetor Marques, da (fictícia) Polícia Judiciária. A partir do início da década de 1960, o inspetor Marques virou o protagonista do Teatro de Mistério, transmitido pela radio Nacional do Rio de Janeiro. Com a morte do ator Rodolfo Meyer, Marques foi substituído pelo inspetor Santos, interpretado por Domício Costa. Santos tinha dois auxiliares cômicos, Minoro e Susi. O Teatro de Mistério foi um imenso sucesso até o início dos anos 1980, preservando a arte do rádio teatro para novas gerações. Seu elenco era uma garantia de qualidade artística. Felizmente mais de 300 episódios foram preservados e serão apresentados neste site com comentários e ficha técnica. Esta iniciativa da DMP faz parte das comemorações do centenário de Helio do Soveral, em 2018. Novos episódios serão acrescentados regularmente.